Quando falamos sobre marketing digital, o SEO é um dos primeiros assuntos que vem à tona. Esse tipo de estratégia é fundamental para qualquer empresa que deseja aumentar as vendas utilizando a internet. 

Afinal, quando se tem um SEO bem estruturado, os sites, blogs, redes sociais e outras páginas na internet ficam mais bem posicionados nas buscas orgânicas feitas no Google e outros buscadores.

O conteúdo de qualidade é o coração do SEO. É ele que impactará os usuários e será o responsável por transformar leads em clientes. No entanto, de nada adianta ter artigos excelentes no seu blog, por exemplo, se algumas questões mais técnicas não forem ajustadas.

É sobre isso que falaremos neste artigo, que pretende apresentar tudo o que você precisa saber sobre SEO e como utilizá-lo em sua estratégia. Para aprender mais sobre o assunto e se dar bem ao vender pela internet, siga a leitura nos tópicos a seguir!

O que é SEO?

SEO é uma sigla em inglês para Search Engine Optimization, que pode ser traduzida para o nosso idioma como “otimização para os mecanismos de busca”. Trata-se de um conjunto de ações que devem ser desenvolvidas para otimizar as páginas da web, para que elas sejam encontradas mais facilmente na internet.

As estratégias de SEO começaram a existir em 1997, quando, pela primeira vez na história, o termo foi citado, em um artigo do Search Engine Land. De lá para cá a estratégia se desenvolveu muito.

A popularização da internet fez com que as empresas deixassem de investir muito dinheiro em mídias tradicionais, como o rádio e a TV, para apostar no marketing digital. Por isso, hoje em dia, o SEO é fundamental para qualquer negócio que deseja ver as suas vendas crescerem.

Como funciona esse mecanismo?

Para que você possa entender mais sobre como funciona o SEO, vale a pena assistir o vídeo abaixo, em que Matt Cutts, engenheiro de qualidade do Google, faz uma explicação sobre como acontece o processo de pesquisas no buscador.

Como você pode perceber, os algoritmos do Google percorrem um longo caminho, que começa antes mesmo do usuário fazer uma pesquisa. É para facilitar esse percurso que as suas páginas na web devem ser otimizadas para SEO.

Em suma, o funcionamento do mecanismo ocorre em três momentos. Veja!

Rastreamento

Os robôs do Google, a todo momento, fazem uma espécie de varredura na internet, com tudo o que foi publicado na rede. Eles indexam as novas URLs nos bancos de dados, e, de acordo com a relevância dos conteúdos, eles serão mostrados com prioridade ou não para os usuários, quando eles fizerem buscas relacionadas.

É por isso que as questões técnicas, que comentamos anteriormente, são tão importantes para o SEO. Deve-se ter certos conhecimentos na parte de programação, para garantir uma boa performance dos sites.

Os motores de busca do Google não leem Flash, por exemplo. Logo, se o seu site tiver conteúdos que utilizam esse recurso, ele não será ranqueado nas buscas orgânicas.

Indexação

O Google funciona como uma grande biblioteca, que precisa ter as páginas e arquivos guardados e facilmente encontrados pelos usuários. Por isso, ao mesmo tempo que os novos conteúdos publicados são rastreados, eles também são indexados.

Os robôs do Google organizam os conteúdos levando em consideração uma série de fatores, como o tempo de carregamento do site, a responsividade (que capacidade de adaptação do conteúdo para todos os tamanhos de tela, por exemplo, para celulares), entre outros.

Além disso, também faz a leitura das palavras-chave que mais aparecem no texto e a forma como elas estão posicionadas.

De tal forma, o mecanismo consegue identificar quando as palavras-chave que estão em um texto são pesquisadas por um usuário, mostrando para ele os conteúdos mais relevantes.

Ranqueamento

Quanto mais perto do topo a sua página estiver, melhor, não é mesmo? Para isso, entender sobre o ranqueamento é fundamental. Se o seu site não ficar na primeira página, mais precisamente nas posições de topo, dificilmente ela será visualizada pelos usuários.

Aqui é considerada uma série de fatores, como o histórico de buscas do usuário, a sua localização etc. Tudo isso é combinado com as informações dos conteúdos disponíveis, bem como a qualidade e a relevância que eles apresentam.

É justamente por conta disso que o posicionamento das páginas pode mudar de pessoa para pessoa. No entanto, convém que você desenvolva as estratégias com dedicação, para garantir que os seus consumidores em potencial sempre encontrem o seu site.

Como o SEO vem mudando ao longo do tempo? 

Uma das mudanças mais recentes é a otimização para as featured snippets, que são conhecidas como a posição zero do Google. Tratam-se de resultados de busca que entregam respostas prontas para os usuários.

O resultado zero aparece acima dos demais e contém o trecho do conteúdo de uma página, que responde exatamente à dúvida do usuário. 

Se você fizer uma busca com a pergunta “Quem foi Pedro Álvares Cabral?”, por exemplo, perceberá uma janela na posição zero, com conteúdo de alguma página que fale sobre o navegador que descobriu o Brasil.

Para que você alcance esse resultado quando as pessoas fizerem buscas por termos relativos ao seu negócio, é preciso pensar estrategicamente. É necessário se colocar no lugar dos clientes e pensar em que perguntas eles fariam sobre os seus produtos ou serviços.

A partir disso, produza conteúdos que sirvam como respostas para esses questionamentos. Faça com que as respostas fiquem em um único parágrafo ou tenham formatos diferenciados, como listas numeradas e tabelas.

Com essas técnicas, fica mais fácil ter bons resultados na busca orgânica, alcançando a posição zero do Google. Além delas, você também pode usar plugins que ajudam na criação de caixas de perguntas para a sua página. Um dos mais interessantes é o Structured Content. 

Veja abaixo, um vídeo publicado por Neil Patel, um dos principais nomes do marketing digital, falando sobre a utilização desse plugin em estratégias de SEO.

Qual é o passo a passo para fazer uma otimização perfeita e aparecer na busca orgânica?

Como comentamos, a produção de conteúdo é muito importante para se conquistar um bom ranqueamento em uma busca orgânica no Google. Porém, apenas as produções, sozinhas, não alcançam o topo.

Cerca de 50% dos bons resultados do SEO vem de fatores relacionados à otimização das páginas. A partir dessa constatação, reunimos uma série de dicas, em uma espécie de passo a passo, para estruturar uma estratégia de ranqueamento. Veja!

Garanta uma boa velocidade para o seu site

O Google se preocupa com a experiência dos usuários. Por isso, ele sempre prioriza o ranqueamento de sites que sejam rápidos de serem carregados. O ideal é que as páginas não demorem mais de 3 segundos para serem visualizadas.

Para conquistar isso, uma série de fatores devem ser analisados, a começar pela estrutura do site, que não pode ter imagens muito pesadas, por exemplo. Também entra aqui a questão da hospedagem. É importante escolher um bom plano, que dê o suporte necessário para o seu tipo de site.

Existem ferramentas, como o GTmetrix, que faz uma varredura nas páginas e apontam aspectos que podem ser melhorados para que o carregamento seja mais rápido.

Tenha um certificado SSL

O SSL funciona como uma camada de proteção, que envolve os códigos da página de programação de uma página na web. Ele evita que os sites sejam invadidos e tenham as informações roubadas, por exemplo.

Ao ter um certificado SSL, o seu site deixa de começar com “HTTP” e passa a iniciar com “HTTPS”. Além disso, é mostrado um cadeado verde do lado da URL, o que significa que ele é seguro.

O Google prioriza mostrar com prioridade no ranqueamento as páginas que pensam na segurança do usuário. Por isso, é importante fazer esse investimento.

Desenvolva um site responsivo

É muito importante que você tenha um site responsivo, caso queira ter um bom ranqueamento no Google. Esse tipo de página é o que se adapta a qualquer dispositivo, independentemente do tamanho da tela.

Não importa se o usuário está acessando o site em uma Smart TV de 50 polegadas ou em um smartphone pequeno, a boa experiência deve ser sempre priorizada e o layout do site deve se adaptar. Assim, será possível ler os conteúdos e visualizar as imagens e vídeos com clareza, por exemplo.

Quais são as melhores práticas para a otimização de conteúdo?

Entendido sobre quais sãos as melhores técnicas para ter uma boa estratégia de SEO, é chegado o momento de falarmos sobre o conteúdo propriamente dito, que também é um pilar muito importante.

Acompanhe, a seguir, algumas dicas práticas que você pode executar na sua estratégia digital!

Defina as palavras-chave

O primeiro passo para produzir um conteúdo otimizado para SEO é definir as palavras-chave do texto. Para isso, conhecer bem o seu público e as necessidades que ele tem é muito importante.

Existem ferramentas gratuitas, como o Ubersuggest, que podem ajudar nessa pesquisa. Lembre-se que, palavras-chave com um maior número de buscas são interessantes, porque significa que muitas pessoas estão pesquisando por aquele assunto.

Trabalhe as palavras-chave estrategicamente no texto

Ao desenvolver o conteúdo, é fundamental repetir algumas vezes as palavras-chave no texto. Porém, é preciso que a escrita seja fluída e natural. Não adianta “forçar” o uso dos termos, já que o Google reconhece quando isso é feito e o texto pode ficar truncado ou difícil de ser lido, afastando os usuários da  página.

É importante que a palavra-chave sempre apareça na introdução e na conclusão do texto, assim como em algum subtítulo. Além dela, podem ser usados sinônimos e variações, já que os robôs do Google também conseguem fazer essa leitura.

Use links internos e externos

O uso de links é importante para dar relevância para o seu conteúdo, além de fornecer uma experiência mais abrangente para o seu usuário. Existem dois tipos de hiperlinks que podem ser usados em uma estratégia de SEO, os internos e os externos.

Os links internos são aqueles que direcionam para outras páginas no blog ou site da empresa. Eles são interessantes para que o leitor possa ter informações adicionais sobre algo que foi abordado.

Já os links externos são aqueles que apontam para sites de terceiros. Se você citou uma pesquisa ou matéria de um jornal no seu texto, por exemplo, pode apontar o hiperlink da fonte.

Quando você usa links no texto, os robôs do Google entendem que houve pesquisa para fazer o conteúdo e que ele é realmente relevante. Logo, ele será mostrado em melhor posicionamento para os usuários.

Utilize plug-ins como o YOAST

O YOAST é um dos melhores plugins para SEO e você pode instalá-lo em seu site no WordPress, para fazer uma verificação completa no texto, antes de publicá-lo.

Ao inserir o texto de um blogpost no WordPress, por exemplo, o YOAST analisa o texto e apresenta tópicos, acompanhados de bullet points verdes e vermelhos.

Os pontos verdes são itens que estão adequados no texto. Já os vermelhos são aspectos que podem ser melhorados. A ideia é que você adapte o texto e faça ajustes, até que tudo (ou quase tudo) fique verdinho.


Desenvolver uma estratégia de SEO não é difícil, mas sim complexo. É uma atividade que exige muita pesquisa e dedicação. Por isso, contar com profissionais especialistas no segmento é importante.

Nós, da Sales Growth, podemos ajudar a estruturar o seu SEO e potencializar as suas vendas. Entre em contato!

 

Curso Pocket LinkedIn
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Pin It on Pinterest

Share This