Diferente das mídias sociais clássicas, como o Facebook e o Instagram, que têm seus pilares nas interações sociais, trocas pessoais  e entretenimento, hoje o LinkedIn é a maior rede social corporativa do mundo e tem como objetivo principal conectar empresas e profissionais.

No LinkedIn, o recomendado é ter foco total nos contatos profissionais e trabalhar publicações mais voltadas para esse segmento. Esta não é a rede social para postar uma foto no bar com os seus amigos no final de semana, por exemplo. Mas também não se resume ao seu currículo.

Gosto de pensar que o LinkedIn é atualmente uma das melhores plataformas para vendas (pessoais e comerciais).

Veja bem: como dono de uma empresa, você vende a sua imagem e, consequentemente, a imagem da sua organização para quem está dentro ou fora dela.

Trata-se de um dos melhores canais para prospecção de vendas. E, para quem acha que ele está saturado, não é verdade. A questão é que muitos não usam a ferramenta corretamente e, por conta disso, não têm resultados positivos.

Já no caso de quem utiliza o LinkedIn para procurar emprego, a ferramenta também é um canal de vendas. Afinal, você está se vendendo como profissional para os recrutadores.

Guia LinkedIn

O crescimento do LinkedIn é inegável

É interessante lembrar que o LinkedIn tem crescido cada vez mais. De acordo com informações da própria rede social, atualmente são mais de 575 milhões de usuários cadastrados, sendo que desses, mais de 260 milhões são ativos mensalmente. Destes, segundo a revista Isto É Dinheiro, 43 milhões são brasileiros.

Além disso, estima-se que 40% dos usuários ativos acessam a rede diariamente. Esses dados são todos muito interessantes, não é mesmo?

É por isso que você precisa estar no LinkedIn! Se usada estrategicamente, essa rede social pode ajudá-lo a conseguir um bom emprego, fechar bons negócios e conhecer profissionais que podem impulsionar a sua carreira.

Porém, apenas criar um perfil no LinkedIn não é suficiente para o seu sucesso na rede social. Você precisa buscar meios para se destacar em seu segmento. E foi pensando em ajudá-lo que eu criei este artigo!

Nos tópicos a seguir, vou te dar dicas para  ter um perfil campeão, desenvolver estratégias que dão certo e construir o seu espaço no LinkedIn.

Pronto! Então é só seguir com a leitura!

As primeiras 4 dicas para se destacar nesta rede

De acordo com o próprio LinkedIn, um perfil campeão é 40 vezes mais encontrado na rede social. É por isso que você precisa desenvolver estratégias para se destacar e ter resultados mais positivos.

Quer chegar lá? Então confira estes quatro passos:

#1. Tenha uma boa foto no seu perfil

Pode até parecer que essa dica é batida, mas muitas pessoas não têm foto no LinkedIn. Esse é um erro grave, tendo em vista que você se sente muito mais confiante ao conversar com uma pessoa que você sabe que é real, concorda?

Além disso, de acordo com o LinkedIn, os perfis com fotos têm 14x mais chances de serem visualizados pelos usuários. Ou seja, essa é uma oportunidade que você não pode perder.

Sobre a foto, é interessante que ela sejam bem produzida e passe uma imagem profissional. Você não precisa fazer uma fotografia usando terno e gravata, caso esse não seja o seu estilo. Porém, aquela foto de boné e óculos escuros na praia também não é a ideal para essa rede.

Faça uma foto com foco no seu rosto e que dê ênfase nos olhos, para passar a sensação de que você está tendo uma conversa olho no olho com as pessoas que acessam o seu perfil.

#2. Faça um resumo estratégico

O resumo é uma parte importante de um perfil no Linkedin e você precisa fazer  um texto bem criativo e que passe credibilidade para quem lê. Uma técnica interessante é escrever na terceira pessoa, ou seja, como se alguém estivesse falando de você.

Com isso você não vai soar arrogante ou prepotente na hora de descrever as suas qualidades principais. Vai por mim, isso vai criar mais conexão e empatia com quem lê seu perfil.

Além disso, existem algumas informações que são indispensáveis nessa parte do perfil. Você precisa contar a sua história, falando sobre a sua formação acadêmica, os lugares em que trabalhou, as experiências que conquistou durante a sua carreira etc.

#3. Peça depoimentos para os seus contatos

Os depoimentos passam credibilidade para os perfis no LinkedIn, tendo em vista que eles mostram outras pessoas falando bem de você. É claro que os melhores depoimentos são aqueles que são espontâneos, que os seus contatos deixam lá por livre vontade, podendo até mesmo surpreendê-lo.

No entanto, nada impede que você converse no privado com seus ex-chefes, colegas de trabalho, parceiros em projetos, professores da faculdade, entre outras pessoas que viram a sua trajetória profissional de perto e peça que eles deixem depoimentos.

Além disso, lembre-se que as redes sociais tem como premissa básica, os relacionamentos. No livro “Mídias sociais… e agora?: o que você precisa saber para implementar um projeto de mídias sociais”, a relações-públicas Carolina Terra explica que muitas pessoas visam encontrar visibilidade nesses canais, sem pensar que, para isso acontecer, é necessário que as trocas ocorram.

Ou seja, se você quer um perfil no LinkedIn com muitos depoimentos, é uma boa ideia também fazer comentários nas contas das pessoas com as quais você já trabalhou.

#4. Adicione certificados e selos

Na parte de certificados, você deve colocar todos os cursos e treinamentos que você cursou e que podem ser relevantes para que se conheça mais a sua experiência profissional e acadêmica.

Além dos cursos de graduação e pós-graduação, também devem ser inseridos treinamentos online, formações complementares, certificados de proficiência em idiomas, etc.

É interessante destacar que muitas instituições de ensino já disponibilizam selos para o LinkedIn. Dessa forma, quando o aluno conclui o curso, além do certificado, impresso ou virtual, também recebe um selo, que pode ser inserido na rede social, para que todos saibam que ele tem determinada habilidade.

Pronto!

Com essas quatro dicas você terá mais chances de conseguir um perfil campeão no LinkedIn e, dessa forma, aumentar as visualizações e oportunidades de negócio na rede social.

E como produzir conteúdo interessante para o LinkedIn?

As histórias do dia a dia dos usuários, que se relacionam com os desejos da audiência, são os tipos de conteúdo que mais geram engajamento no LinkedIn.

Você pode usar o humor e falar sobre situações polêmicas ao produzir os seus textos. Mas sempre com muito cuidado para que o conteúdo não seja mal interpretado, tornando-se ofensivo para alguém, por exemplo.

Observe, a seguir, algumas dicas para produzir conteúdos interessantes para o seu perfil no LinkedIn!

Aposte na leveza

O LinkedIn é a plataforma na qual você tem mais liberdade para postar textos longos. Dessa forma, pense no que as pessoas estão buscando nessa rede social e produza conteúdos com mais palavras do que faz em seus perfis no Facebook ou Instagram.

Ao produzir esses conteúdos, no entanto, não é preciso ser extremamente formal, mesmo que o LinkedIn seja uma rede para fins profissionais. Aposte na leveza, mas sem perder a seriedade. Com isso você terá mais chances de ganhar a simpatia da sua audiência.

Acompanhe o seu relatório semanal

O LinkedIn gera um relatório diário com as pessoas que visitaram o seu perfil e também as palavras-chave que fizeram com que elas chegassem até você. É interessante que, pelo menos uma vez por semana, você dê uma olhada nesse documento.

Isso é interessante para que você possa conhecer a sua audiência e consiga produzir conteúdos cada vez mais direcionados para suprir as necessidades delas.

Use hashtags

As hashtags são marcadores de conteúdo por editorias ou assunto. Elas podem e devem ser utilizadas no LinkedIn, para que as suas publicações alcancem mais visibilidade.

Além disso, buscar pelas hashtags mais populares da rede também é uma excelente alternativa para que você possa ter ideias de conteúdos para serem produzidos.

As diferenças entre páginas empresarias e perfis pessoais

Guia LinkedIn

Além dos perfis pessoais, o LinkedIn também permite a criação de páginas empresariais, as chamadas company pages. Compreender isso é importante, tendo em vista que muitas companhias falham e acabam criando contas de pessoas físicas.

Se você é dono de um negócio, pode criar um perfil pessoal e uma company page – que tem diferentes funcionalidades no LinkedIn.

As company pages são destinadas para empresas B2B e B2C e servem para que sejam compartilhadas notícias e novidades da companhia para os seguidores. Também é possível utilizar o canal para divulgar produtos e serviços, embora seja interessante ter uma estratégia de vendas mais concreta por trás disso.

Na página da empresa, também é possível divulgar vagas de emprego para que os profissionais interessados possam se cadastrar e concorrer. Essa é uma excelente alternativa para encontrar pessoas competentes para trabalhar com você.

Fique de olho nas melhores estratégias do LinkedIn

Além das dicas que apresentamos anteriormente, existem ainda algumas estratégias que podem fazer com que o seu perfil no LinkedIn tenha mais sucesso. Veja!

Poste um conteúdo por dia

É recomendado que você poste um conteúdo por dia útil no seu LinkedIn, o que dá uma média de 20 publicações por mês. Isso é importante para que você não caia em uma ação de canibalismo e os seus posts não sejam visualizados pelos usuários.

Com o intervalo de um dia entre uma publicação e outra, aumentam as chances de um post ter um bom alcance e resultados positivos.

Agregue várias pessoas na sua rede

É importante que você tenha muitas pessoas na sua rede de contatos, mas isso não significa que deve sair adicionando todo mundo. Busque por parcerias estratégicas, crie relacionamentos com base na confiança e trocas de interesses comuns.

Depois de conquistar uma audiência significativa, as chances de as suas publicações serem vistas aumentam. Isso porque o algoritmo da rede social analisa as interações que o post teve em seus primeiros minutos.

Se os robôs compreenderem que uma quantidade significativa de usuários interagiu, curtindo, comentando ou compartilhando a publicação, farão com que ela seja mostrada para uma quantidade maior de pessoas.

Utilize a ferramenta SSI

A ferramenta de Social Selling Index (SSI) é um índice criado pelo LinkedIn para avaliar os esforços dos usuários e classificar os seus perfis. Ela é totalmente gratuita e pode ser acessada por qualquer usuário da rede social.

Quando você analisa o seu perfil com a SSI, ela dá uma nota de 0 a 100, que mede a sua capacidade de “vender” a sua imagem na rede social. O ideal é que você tenha uma nota acima de 90, para garantir que é um bom vendedor.

O bom dessa ferramenta é que ela não apenas classifica o perfil, mas também dá diretrizes sobre o que precisa ser melhorado. Dessa forma, você pode fazer ajustes e ir melhorando a sua pontuação.

Também é interessante saber que, com a SSI, você pode analisar os perfis de seus concorrentes! Logo, será possível saber como sair na frente deles, se destacar no LinkedIn e aumentar as suas vendas. Isso não é antiético, tampouco ilegal! Você apenas estará usando uma estratégia de benchmarking para se destacar e sair na frente, gerando novos negócios.

O LinkedIn é um terreno fértil para você fazer novos negócios e o meu desejo é que as orientações que eu trouxe aqui sejam úteis para que você possa se destacar ainda mais nessa rede social.

Gostou deste artigo e quer continuar aprendendo sobre o LinkedIn? Então leia agora mesmo nosso conteúdo que explica como prospectar e criar relacionamentos por meio dessa rede social!

 

Curso Pocket LinkedIn
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Pin It on Pinterest

Share This