fbpx
Escolha uma Página

Neste artigo, vamos explorar soluções eficazes de como resolver o Problema de INP otimizando e proporcionando uma experiência de usuário mais rápida e satisfatória.

O desempenho de um site desempenha um papel crucial na satisfação do usuário e no sucesso de qualquer estratégia de marketing e vendas. Um dos principais aspectos que influencia essa performance é o Interativo do Primeiro Pint (INP), que se refere ao tempo necessário para que a página comece a responder após o usuário interagir com ela. Um problema comum enfrentado por muitos sites é um INP acima de 200 ms, o que pode ter um impacto negativo significativo. 

Quando os visitantes enfrentam atrasos perceptíveis em suas interações, como cliques em botões ou carregamento de elementos importantes, sua experiência fica comprometida e eles tendem a abandonar o site. Além disso, os mecanismos de busca também levam em consideração a velocidade de carregamento e a experiência do usuário ao determinar o posicionamento nos resultados de pesquisa. Portanto, é essencial resolver efetivamente o problema de INP acima de 200 ms. 

I. Entendendo o problema de INP:

A. O Interativo do Primeiro Pint (INP) é um indicador crucial para a experiência do usuário em um site. Refere-se ao tempo necessário para que a página comece a responder após uma interação do usuário, como um clique em um botão ou um toque na tela. O INP desempenha um papel fundamental na percepção de velocidade e fluidez por parte dos visitantes. Quando o INP é alto, acima de 200 ms, os usuários experimentam atrasos perceptíveis, o que pode levar à frustração e à perda de interesse no site.

B. Um tempo de resposta rápido é essencial para melhorar a satisfação do usuário e impulsionar as taxas de conversão. Quando os visitantes podem interagir imediatamente com um site, eles têm uma experiência mais agradável e são mais propensos a permanecer e explorar o conteúdo. Por outro lado, um INP lento resulta em uma experiência negativa, afetando negativamente a percepção da marca e reduzindo as chances de conversão. Portanto, otimizar o INP é fundamental para aumentar a satisfação do usuário e melhorar os resultados de marketing e vendas.

C. O limite crítico de 200 ms para o INP tem uma base sólida em estudos de usabilidade e comportamento do usuário. Pesquisas mostram que esse é o tempo máximo em que os usuários percebem a resposta como instantânea. Quando o INP ultrapassa esse valor, a interação começa a parecer lenta e desconfortável. Os usuários podem ficar frustrados e até abandonar o site. Portanto, manter o INP abaixo de 200 ms é crucial para proporcionar uma experiência de usuário satisfatória e evitar perdas significativas de engajamento e conversão.

II. Identificando as causas do problema:

A. Uma avaliação cuidadosa dos elementos de uma página é essencial para identificar as causas do problema de INP acima de 200 ms. Alguns elementos que podem impactar negativamente o INP incluem scripts, estilos, fontes e imagens. Scripts complexos ou excessivos podem causar atrasos na resposta do site, assim como estilos pesados ou fontes que exigem um tempo extra para carregar. Imagens não otimizadas, com tamanhos grandes, também podem contribuir para um INP mais lento. Ao analisar esses elementos, é possível identificar gargalos e tomar medidas para otimizá-los.

B. Plugins e widgets podem ser grandes vilões quando se trata de desempenho do INP. Embora essas ferramentas possam adicionar funcionalidades valiosas ao seu site de marketing e vendas, é importante estar ciente de seu impacto no tempo de resposta. Alguns plugins e widgets podem adicionar scripts extras que podem afetar negativamente o INP. Portanto, é recomendado revisar e avaliar regularmente os plugins e widgets utilizados em seu site, desativando ou substituindo aqueles que não são essenciais ou que têm um impacto negativo significativo no desempenho.

C. Problemas de codificação, como JavaScript render-blocking e CSS não otimizado, também podem contribuir para um INP lento. Quando o JavaScript é renderizado de forma bloqueante, ele impede que o restante da página seja carregado até que o script seja executado, resultando em atrasos perceptíveis. Da mesma forma, um código CSS não otimizado pode adicionar carga extra ao processo de renderização da página, retardando o tempo de resposta. É fundamental otimizar o código JavaScript e CSS, removendo ou reduzindo o render-blocking e otimizando-os para um carregamento mais eficiente, reduzindo assim o INP.

III. Estratégias para melhorar o INP:

A. Otimização de código:

Para melhorar o INP, é crucial minificar e comprimir os arquivos CSS e JavaScript. A minificação remove espaços em branco, comentários e reduz o tamanho dos arquivos, enquanto a compressão diminui ainda mais o tamanho, sem comprometer a funcionalidade. Isso ajuda a reduzir o tempo de carregamento e melhorar a resposta do site. Além disso, o uso de técnicas como o carregamento assíncrono e o deferimento de scripts permite que os recursos sejam carregados de forma mais eficiente, sem bloquear o processo de renderização. Também é importante remover recursos desnecessários e otimizar as imagens para que tenham um tamanho adequado e sejam carregadas rapidamente.

B. Priorização de conteúdo crítico:

Uma estratégia eficaz para melhorar o INP é priorizar o carregamento do conteúdo crítico. O uso de técnicas como o lazy loading permite atrasar o carregamento de elementos não essenciais, como imagens abaixo da dobra, permitindo que o conteúdo principal seja exibido primeiro. Isso reduz o tempo de resposta percebido pelo usuário e melhora a experiência de navegação. Além disso, implementar o carregamento progressivo, que exibe o conteúdo prioritário antes de recursos secundários, contribui para uma resposta mais rápida e uma sensação de carregamento contínuo da página.

C. Melhorias na infraestrutura do servidor e rede:

A avaliação da hospedagem do site é fundamental para garantir um desempenho adequado. Escolher um provedor rápido e confiável, com capacidade de lidar com o tráfego e a demanda do site, pode ajudar a reduzir o tempo de resposta do INP. Além disso, o uso de redes de entrega de conteúdo (CDNs) pode diminuir a latência e acelerar o carregamento de recursos, uma vez que eles são entregues por servidores localizados geograficamente mais próximos aos usuários.

D. Monitoramento e otimização contínua:

O monitoramento regular do desempenho do INP é essencial para identificar problemas e oportunidades de melhoria. Utilizar ferramentas de análise e diagnóstico, como o Google PageSpeed Insights ou o GTmetrix, permite avaliar o tempo de resposta do INP e identificar gargalos específicos que precisam ser otimizados. Além disso, é importante realizar ajustes contínuos, otimizando elementos conforme necessário, e estar atualizado com as melhores práticas e tecnologias disponíveis para melhorar o INP do site de forma consistente.

IV. Para quem usar WordPress:

Se você utiliza o WordPress como plataforma para o seu site, existem algumas soluções práticas e plugins que podem ajudar a lidar com o problema de INP acima de 200 ms. Um dos plugins recomendados é o WP Rocket, que oferece recursos de otimização de cache, minificação de arquivos CSS e JavaScript, além de carregamento diferido de imagens. Outra opção é o Autoptimize, que permite a minificação e combinação de arquivos, além de otimizar o código HTML, CSS e JavaScript. 

Para lidar com o carregamento assíncrono de scripts, o Async JavaScript é uma excelente escolha. Também é recomendado utilizar plugins de compressão de imagens, como o Smush ou o EWWW Image Optimizer, para reduzir o tamanho dos arquivos de imagem sem comprometer a qualidade visual. Lembre-se de testar e ajustar as configurações desses plugins de acordo com as necessidades específicas do seu site, acompanhando constantemente o desempenho do INP e realizando otimizações contínuas para obter os melhores resultados.

Conclusão:

Ao longo deste artigo, exploramos os desafios associados ao problema de Interativo do Primeiro Pint (INP) acima de 200 ms e sua influência direta na experiência do usuário e no desempenho de marketing e vendas de um site. Identificamos as causas comuns desse problema, como elementos da página, plugins, widgets e problemas de codificação. Além disso, discutimos estratégias eficazes para melhorar o INP, incluindo otimização de código, priorização de conteúdo crítico, melhorias na infraestrutura do servidor e rede, e a importância do monitoramento e otimização contínua.

É crucial destacar que resolver o problema de INP acima de 200 ms é fundamental para proporcionar uma experiência de usuário satisfatória, melhorar as taxas de conversão e fortalecer a presença online. Portanto, encorajamos você a implementar as estratégias e técnicas sugeridas neste artigo em seu site de marketing e vendas. A otimização de código, a priorização do conteúdo crítico, as melhorias na infraestrutura do servidor e rede, juntamente com o monitoramento constante, ajudarão a obter um site mais rápido e responsivo, proporcionando aos usuários uma experiência agradável e envolvente.

Se você tiver alguma dúvida ou experiência relacionada a resolver o problema de INP, ficaremos felizes em ouvir seus comentários. Compartilhe este artigo com outros profissionais de marketing e vendas que possam se beneficiar dessas informações. Juntos, podemos criar uma web mais rápida e oferecer experiências online excepcionais para os usuários.

Download Gratuito - eBook 100k mês - Plano 21 dias
Sales Growth - Luís Caramuru