Você já ouviu falar em benchmarking digital? Essa é uma estratégia poderosa, que ajuda a entender melhor os seus concorrentes e ganhar vantagem competitiva. A partir dela, você poderá melhorar as suas estratégias de marketing e conquistar mais resultados positivos para o seu negócio.

Entre os benefícios que o benchmarking proporciona estão a redução de custos, o aumento na produtividade e a ampliação das margens de lucro.

Nos tópicos a seguir, vamos falar mais sobre essa estratégia, esclarecendo as principais dúvidas acerca do tema. Acompanhe e fique bem informado, para melhorar cada vez mais as vendas do seu negócio.

Afinal, o que é o benchmarking digital?

A palavra benchmarking vem do termo em inglês “benchmark”, que traduzido para o nosso idioma pode adquirir o significado de “referência”.

Trata-se de uma análise dos concorrentes de uma empresa, para que se tenha uma referência do mercado e das estratégias que eles utilizam para conquistar os clientes.

O benchmarking é uma estratégia bem ampla e pode ser feita tanto no meio online, quanto no offline. Exemplo disso é a prática do cliente oculto, que é quando uma pessoa vai até uma loja e se passa por cliente, para ver como ocorre o relacionamento com o comprador, por exemplo.

O benchmarking digital é feito um estudo amplo sobre o posicionamento dos produtos e serviços digitais oferecidos, o site, as redes sociais e todas as estratégias que os principais concorrentes desenvolvem na internet.

Ao buscar um concorrente para fazer benchmarking, convém buscar aqueles que dividem a mesma fatia de mercado que você. A ideia é encontrar possíveis falhas que você comete e que podem ser melhoradas, a partir da observação.

Isso não quer dizer, no entanto, que fazer benchmarking significa copiar estratégias da concorrência. Pelo contrário, você encontrará os pontos fortes dos seus concorrentes e buscará ser ainda melhor que eles.

Além disso, você também deve prestar atenção nos pontos fracos do seu concorrente. Eles são uma oportunidade para você se mostrar melhor nesses quesitos e, dessa forma, conquistar mais clientes.

Essa é uma prática que no Japão ficou conhecida como “datotsu”, que significa “lutar para  se tornar o melhor”. É isso que acontece quando você pratica o benchmarking digital!

A sua empresa estará sempre na briga por mais espaço e reconhecimento, assim como, no crescimento das vendas. A marca tende a se destacar bastante por conta disso e, com o tempo, poderá se tornar a mais lembrada pelos clientes.

Qual é a relevância dessa estratégia para as empresas?

O benchmarking digital é uma estratégia de grande relevância para as empresas. Hoje em dia, dificilmente se encontra um nicho que seja totalmente inexplorado, ou seja, que não exista nenhuma empresa que já venda um produto ou preste um serviço parecido com o seu.

As estratégias de benchmarking digital servem para que você saiba “onde está pisando”. Com ela, você pode conhecer melhor as pessoas que já compram de empresas similares, poderá analisar estratégias de venda, relacionamento, mídias exploradas, tom de voz dos anúncios publicitários etc.

Quais são as vantagens de fazer o benchmarking digital?

A prática do benchmarking digital proporciona diversos benefícios para as empresas. Vamos falar brevemente sobre os principais deles. Veja!

Entender a concorrência

O benchmarking digital faz com que você possa entender melhor a concorrência. De tal maneira, poderá estar sempre buscando uma melhoria contínua, para estar um passo à frente.

Autoconhecimento

As empresas que praticam o benchmarking digital tem um melhor autoconhecimento. Com essa prática, é possível olhar sempre para a realidade interna, comparando com o que é apresentado pela concorrência.

Otimização do tempo

Quando praticam o benchmarking digital as empresas também ganham tempo. Por exemplo, se for observado que o concorrente está realizando uma estratégia que não está trazendo resultado, você pode investir em outras plataformas e tentar conquistar mais vendas.

Você já sabe que tal estratégia deu errado para o seu concorrente. Como vocês compartilham um público muito parecido, não vale a pena apostar em algo similar.

Criação de maneiras para se diferenciar

Quando você investe no benchmarking digital cria maneiras para se diferenciar. Isso porque poderá encontrar caminhos e  plataformas que ainda não são explorados pelos seus concorrentes, por exemplo.

Imagine que ao realizar o levantamento de estratégias do seu concorrente, você percebe que ele não investe em criação de conteúdo para o LinkedIn. Se essa for uma ação relevante para o seu público, esse canal pode ser explorado primeiramente pelo seu negócio.

Crescimento no mercado

A prática do benchmarking digital estimula uma concorrência saudável. Isso porque você sempre estará buscando meios para fazer o seu negócio prosperar.

Assim, haverá um crescimento da sua marca, que passará a se destacar mais no mercado e conquistar ganhos em reputação, imagem e, é claro, em vendas.

Qual é o passo a passo para fazer o benchmarking digital?

Não existe uma única forma de fazer o benchmarking digital, tendo em vista que isso pode variar de negócio para negócio. Porém, a maioria das empresas segue uma metodologia que tem cinco fases.

Confira, na sequência, um passo a passo para fazer o benchmarking digital, que pode ser seguido na sua empresa.

1º passo: planejamento

O primeiro passo para fazer um benchmarking digital eficiente é o planejamento. Nessa etapa, você precisa identificar os pontos a serem tomados como referência nos seus concorrentes.

Também é necessário determinar quais são as empresas que você pretende monitorar e quais são os dados que deverão ser analisados.

Entre as opções está a análise do site e o seu número de visitas estimado, a estrutura no LinkedIn, Facebook, Instagram e outras redes sociais, anúncios pagos nas mídias digitais, como o Google, entre outros pontos.

É importante também definir os dados que serão analisados. No caso das redes sociais, por exemplo, podem ser analisados a quantidade de seguidores, o engajamento, a quantidade de posts, os tipos de publicação realizados etc.

2º passo: levantamento de dados

Agora é chegado o momento de começar a “colocar a mão na massa” e escolher quais são as técnicas que serão utilizadas para a coleta de dados. Existem ferramentas que podem ajudar nesse momento e é preciso defini-las.

Também é interessante desenvolver um cronograma para ser seguido. Separe as atividades por dia e responsável, para evitar que algo seja esquecido de fazer. De tal maneira, sempre que alguém concluir uma atividade, pode marcá-la como feita no documento de controle.

3º passo: analise os dados levantados

Agora que você já tem os dados em mãos, precisa analisá-los. A ideia é que, observando as informações coletadas da concorrência, você possa definir quais são os seus diferenciais.

É necessário também diagnosticar as falhas dos seus concorrentes. Descubram no que eles deixam a desejar e ofereça excelência no segmento. Isso é muito importante para que o seu negócio possa crescer e se desenvolver.

Outro ponto que você deve considerar é em questão de desempenho! Só entre em uma briga se conseguir lutar de igual para igual.

De nada adianta você entrar em uma disputa para perder. Por isso, se não puder fazer um investimento tão significativo quanto o seu concorrente, convém esperar um pouco para desenvolver uma estratégia.

4º passo: faça adaptações na sua empresa

Com base nas análises realizadas na etapa anterior, agora é chegado o momento de determinar quais são as áreas que necessitam ser melhoradas na sua empresa.

Você precisa buscar iniciativas para implementar as suas novas técnicas ou adaptar aquilo que já realiza. Sempre estude tudo com muita cautela e precaução, para garantir bons resultados ao desenvolver as estratégias.

5º passo: implemente o ciclo PDCA nas suas estratégias

Agora que a sua empresa já criou estratégias, com base nos resultados alcançados no benchmarking digital, é importante monitorá-las de forma contínua e seguir os comparativos com a concorrência.

Uma boa ideia é usar o ciclo PDCA, sigla em inglês para Plan (planejar), Do (executar), Check (verificar) e Action (agir). Dessa forma, você deverá seguir um cronograma para o planejamento e a execução das estratégias.

Depois disso, precisa verificar se elas estão trazendo resultados, sempre acompanhando a concorrência e vendo como ela está reagindo ao seu “ataque”. De acordo com o que for observado, comece a agir, para sempre se aperfeiçoar e estar à frente do concorrente.

Em suma, o benchmarking digital pode contribuir para a solidificação de um ciclo de melhoria contínua. Com essa estratégia, a sua empresa poderá ser vista pelos clientes como uma das maiores referências no segmento, tendo em vista que você sempre brigará por isso.

Como você pode perceber, o benchmarking digital é um processo contínuo e um tanto quanto trabalhoso. Por isso, convém que você tenha um parceiro especialista, que possa ajudar a desenvolver essa estratégia, com um olhar de quem entende do assunto.

Por isso, convidamos você a ler o nosso artigo “Agência ou Ateliê Digital: o que analisar na hora de escolher um parceiro para o seu negócio?”. Ele traz dicas interessantes para você fechar uma boa parceria para tocar as estratégias de marketing digital da sua empresa. Não deixe de conferir!

Pin It on Pinterest

Share This